Ontem Agora Nunca

Ontem Agora Nunca

poemas e perguntas sobre tudo e nada

Capa de Livro: Ontem Agora Nunca

poemas e perguntas sobre tudo e nada

Ilustradores:
Gêneros:
Tags:
Trecho:

E de longe, de repente o que se via

Lembro de quando
era bem cedo
e um boi vinha vindo
pela estrada.
E era manhã e ali havia
um sol de agosto e tudo
era como um céu
de um meio dia.

E então era em Minas
E era estreita e era antiga
a antiga e de terra a estrada
por onde o boi viajava
e, lento, de longe lá se vinha.

E de longe, bem longe
de repente o que se via
de tudo o que lá ia
e de lá vinha
sobre um morro
longe, lá em Minas,
era um boi parado
numa estrada
e uma estrada
que pelo boi andava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *